expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Conheça o trabalho do Centro de Referência Especializado em Assistência Social de Pomerode

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) de Pomerode, equipamento de média complexidade da Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação tem ofertado diversas oficinas para adolescentes e jovens que se encontram com seus direitos violados, entre eles, adolescentes em conflito com a lei.

As Oficinas Pedagógicas Monitoradas são oferecidas a partir do interesse e da necessidade dos próprios adolescentes, sendo ministradas por profissionais qualificados e especializados, e acompanhadas pela equipe técnica de referencia (Assistente Social e Psicólogo).

A nova metodologia de trabalho do CREAS, implantada em agosto de 2014, tem dado tão certo que o município foi convidado pela FECAM para apresentar o serviço no I Seminário Estadual de Medidas Socioeducativas, ocorrido em abril, no município de Piratuba, onde se destacou que as Oficinas Pedagógicas Monitoradas são ofertadas a partir do interesse e necessidades dos próprios adolescentes, ofertadas por oficineiros/profissionais qualificados especializados e acompanhadas pela equipe técnica de referencia (Assistente Social e Psicólogo).

O CREAS de Pomerode conta com uma equipe composta por assistentes sociais, psicólogos e coordenadora, e realiza acompanhamento familiar a aproximadamente 100 famílias/mês através do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (PAEFI).

O público prioritário de usuários do CREAS são famílias e indivíduos (crianças, adolescentes, mulheres, idosos, etc.) em situação de risco pessoal e social, por violações de diretos, tais como: violência física, psicológica e negligencia; violência sexual, situação de rua, trabalho infantil, discriminação, cumprimento de medidas socioeducativas, entre outras.

A coordenadora do CREAS, a Assistente Social Maria Carolina Mestre Vilaça, enfatiza que os atendimentos são fundamentados no respeito à heterogeneidade, potencialidades, valores, crenças e identidades das famílias, e que conta com a parceria das demais secretarias, dos serviços socioassistenciais, dos Conselhos de Direito, Conselho Tutelar, Poder Judiciário, Ministério Público, atores políticos e sociais em geral para juntos promoverem a autonomia, inclusão social e a melhoria da qualidade de vida das famílias de Pomerode.

Nenhum comentário:

Postar um comentário